quinta-feira, 25 de março de 2010

Isabella Nardoni - Que a Justiça Seja Feita

Entendo que todos são inocentes até que se prove o contrário,
mas, diante dos fatos expostos pela mídia e pelas autoridades
competentes, tudo leva a crer na culpabilidade do pai e da
madrasta da menina Isabella Nardoni.
Em momento algum, na minha opinião, existiram evidências sobre
a presença de uma terceira pessoa na cena do crime.
Os réus e seus respectivos advogados,
tentam subestimar a inteligênciada opinião pública,
tentando se defender do indefensável.
O que mais me comove e revolta, é o fato de ser o próprio pai,
aquele que teoricamente existe para cuidar, defender,
o principal suspeito pelo atentado contra a  vida da filha.
Uma criança de 5 anos, inocente, indefesa, frágil,
foi agredida brutalmente, esganada,
e lançada pela janela rumo a morte.
Em que sociedade nós vivemos?
Aonde estão os valores dessa sociedade?
O que aconteceu com a instituição chamada família?
Como crescerão os outros filhos desse casal?
O  mais velho certamente presenciou todo o ocorrido,
e além do mais sofrerão o ônus de serem filhos de pessoas
que assasinaram uma criança de 6 anos!
Os réus estão condenados mesmo que sejam absolvidos.
A sociedade não aceitará que eles voltem a ter uma vida "normal".
Sei que crimes bárbaros acontecem todos os dias,
não só no Brasil, mas em todo o planeta.
Estamos cercados por cenas de violência,
de desrespeito ao ser humano e aos nossos direitos.
Direito de ir e vir, de viver em paz, com dignidade.
Diariamente somos bombardeados por notícias de homicídio,
latrocínio, pedofilia, corrupção,
desvios de conduta dos mais diversos.
A impunidade reina nesse país, mas espero,
e sei que a maioria da sociedade também espera,
que no caso em questão, seja feita justiça,
e que os culpados sejam condenados.
A dor de uma mãe que perde um filho é imensurável,
e nunca acaba, ela apenas se abranda com o tempo,
mas sempre permanece lá, na mente, na alma!
A conclusão do julgamento, com a punição dos culpados,
trará um pouco de paz para Ana Carolina Oliveira,
e para a alma da pequena Isabella.
Espero que a alma da menina encontre o caminho da luz,
e possa enfim descansar em paz,
num lugar muito melhor do que esse mundo
no qual nós estamos vivendo!

4 comentários:

rosana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rosana disse...

Belo texto. Sofro pela mãe ter perdido uma filha tão precocemente.

Flávio disse...

Podemos dizer sobre o desvio de conduta da sociedade, que hoje perdeu certos valores, como Amor, Afetividade, Compreensão, Carinho, Compartilhar, Caridade, Honestidade, Sinceridade, Diálogo, Comprometimento, Educação, Sabedoria, Respeito, Solidariedade e outros inúmeros valores que Deus nos deu, transformando o mundo numa disputa sem igual. Esse tipo de situação de Isabela Nardoni, faz-nos provocar uma reflexão. Para onde estamos indo?

Nuza disse...

Poxa, além de ótima médica és uma maravilhosa escritora. Parabéns pelo texto!