quinta-feira, 20 de maio de 2010

O Elo


Bem aventurados os que tem a sorte de estabelecer 
laços firmes de amor.
A família é o elo firme da corrente.
É reconfortante saber que em momentos de turbulência
encontramos um mar de calmaria dentro do seio familiar.
E quando não se tem essa referência,
como transpor os desafios do cotidiano?
A personalidade é formada pelo componente
genético e pelas influências externas.
O equlíbrio entre  esses dois é quem determina
a capacidade de superar os imprevistos do dia a dia.
Porque por mais vitórias que acumulemos
durante a nossa existência,
sempre existirão momentos de glória
e momentos de dor.
Ter sensatez para não desistir de lutar,
ter força interior, e fé.
Acreditar que dias melhores virão.
Fortalecer o elo da corrente para que ele
esteja sempre firme.
Bom senso, palavra tão apregoada em várias circustâncias,
é indispensável para manter a firmeza.
Para que não puxemos a corrente demasiadamente, 
sem que ela se parta
nem a deixemos frouxa demais
ao ponto dela tocar o chão.
Estar atento para não esquecer de dizer
o quanto você ama alguém
e o quanto esse alguém é importante.
O sentido da vida é não viver uma existência em vão.

2 comentários:

Nuza disse...

Você sabe combinar muito bem as palavras! Parabéns por esse dom maravilhoso!!! Linda postagem!!!! Bjs

BeeWebBlog disse...

Lindo texto!